<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5669356\x26blogName\x3dThe+Amazing+Trout+Blog\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://theamazingtroutblog.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://theamazingtroutblog.blogspot.com/\x26vt\x3d-5897069651571143186', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

terça-feira, março 28, 2006

Eu cá, nem que ganhasse o euro-milhões...



Nesta democracizinha, a memória da resistência vale o que vale. Vale transformar a ex-sede da PIDE/DGS, na António Maria Cardoso, em Lisboa, num condomínio fechado e contar a sua aristocrática história aos potenciais compradores encerrando-a num conveniente e distante ano de 1640. Aquilo que agora apelidam de "Paço do Duque" foi a sede dos torcionários que torturaram e assassinaram - ali mesmo - inúmeros resistentes à latrina fascista de Salazar e Caetano. Dali mesmo se dispararam os únicos tiros mortais no dia 25 de Abril de 1974. Ali se completou uma das mais simbólicas etapas de desmantelamento de um odioso regime. Mas para efeitos imobiliários, isso são feijões. Ou não, e um branqueamentozito da história, com tanto carrasco livre e soltinho por aí, até vem a calhar.


clique na imagem para ver em tamanho legível

Se concordam que um homem sem história é como uma árvore sem raízes, imprimam o manifesto e recolham assinaturas ou assinem on-line. Foi também para isso que se fez a revolução.


obrigado ao Durães, por este toque de despertar